Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

21
Nov17

Há esperança na música mundial

Este fim-de-semana fui ao concerto do James Arthur, com participação especial da Ella Henderson

 

Aqui em Inglaterra são mais conhecidos já que ambos participaram no X Factor UK de 2012. Eu acompanho-os desde então, mas a realidade é que estão ainda a começar a carreira. O espetáculo foi incrível, têm ambos uma voz tremenda, são super carinhosos com o público e as músicas são lindas. 

 

No  concerto houve de tudo, solos de guitarra e piano muito bons, tributo ao George Michael, músicas novíssimas e exclusivas (como a do vídeo abaixo), muitas gargalhadas e rosas de papel a cairem do céu. 

 

Para todos os que (como eu) preferem os tempos dourados da música do século XX, é bom saber que a nova geração traz muito talento, inteligência e, acima de tudo, muita esperança para fazer frente às Britneys deste mundo. 

 

 

(Vídeo do Youtube)

 

19
Nov17

Ai se as letras tivessem cheiro...

Quem me conhece bem sabe que não sou fã de pastelaria. Sou bem esquisita com os bolos e sobremesas no geral, e detesto fazer bolos. No entanto, de vez em quando lá encontro uma receita super fácil, com o minímo indispensável de ingredientes e lá me atrevo a fazer um bolo.

Foi o que aconteceu hoje. 

 

IMG_2968.JPG

 

Encontrei a receita neste blog e agradou-me porque não usa ovos ou manteiga. Tirando a chávena de açúcar inteirinha que leva (), é muito saudável e super fácil de fazer, como eu gosto. Pouca loiça suja, pouca tralha para arrumar e fica pronto num instante. 

 

IMG_2971.JPG

 

Não gosto (nem tenho) baunilha, por isso troquei por canela em pó. Ainda pensei em juntar pó de café, mas depois optei pela canela. Da próxima vez se calhar experimento. 

IMG_2970.JPG

 

A cozinha ficou com um aroma incrível e o bolo está bem docinho e fofinho. Estou fã. Experimentem!

 

 

17
Nov17

Escolha Impossível

Preferiam viver um sítio gélido e escuro quase todos os dias, mas poderem mandar mensagens na rua e usar o anel de noivado sem medo, ou morar num sítio onde 20ºC já é fresquito e comer papaia* todos os dias, mas não poderem andar à vontade na rua porque a qualquer momento podem ser assaltados? 

 

 

 

 

*papaia ou qualquer outra fruta gostosa. 

13
Nov17

Lembram-se quando a Europa era o ex-libris do serviço aéreo?

Eu lembro-me, mas os “big bosses” das companhias aéreas europeias devem-se ter esquecido. É curioso ver que as empresas tradicionalmente melhores estão a ter problemas em acompanhar a qualidade das empresas da Ásia, do Médio Oriente, e até algumas de África. E não é nenhum aspeto específico, é a impressão da qualidade no geral: o serviço durante os voos de conexão, a receção à entrada do avião, a qualidade, espaço e conforto dos aviões, a tecnologia do entretenimento a bordo, a excelência dos assistentes de bordo.

 

Infelizmente, parece que companhias como a Air France, a British Airways e a Lufthansa não estão a conseguir a acompanhar o investimento de empresas como a Turkish Airlines, a Emirates, a Ethiad, ou a Singapore Airlines. Ou então tenho tido azar.

 

Senhores administradores, é tempo de responder à mudança do mercado.

 

 

11
Nov17

E se viajar sozinho perder o encanto?

Os acérrimos amantes de viagens (um dos estereótipos preferidos da nossa geração) vão ler este texto e dizer que viajar não depende da companhia e que é maravilhoso de qualquer maneira e que viajar sozinho abre horizontes. Mas, o que me acontece agora é que, por muito que adore cada viagem que faço e que agradeça todos os dias por poder fazê-las, a verdade é que acompanhada tem outro gosto.

 

A maior aventura de viajar sozinho é que só dependes de ti para o bem e para o mal. Quando se está acompanhado, a pressão é menor, eu não confirmo se tenho a carteira na mochila de 10 em 10 minutos porque somos dois a vigiar e porque temos duas carteiras em sítios diferentes. Sozinho, ninguém te vai salvar com uma segunda via do cartão de embarque, ou com um carregador de telemóvel, ou com um chá quando a comida do hotel te caiu mal.

 

Depois há outras coisas, como o facto de que quando se encontra a pessoa da nossa vida querermos que os melhores momentos sejam dos dois. Quem tem um companheiro e já viajou sozinho certamente já deu por si a pensar “ah, o Manel ia adorar esta comida”, ou então “a Maria ia delirar com esta praia”.

 

E também existe a questão da solidão. Estar preso 12h num avião é sempre melhor acompanhado. Tomar aquele pequeno-almoço espetacular do hotel a dois é bem melhor do que fazê-lo a olhar para o feed do Instagram. E podem-me dizer que posso sempre fazer “amigos”, meter conversa, falar com pessoas, mas só o facto de não ser “a minha pessoa” já tira metade do encanto.

 

Quando se tem a pessoa certa, já não se quer voltar atrás.

06
Nov17

7 coisas a saber sobre Legionella

No seguimento do surto de Legionella do Hospital S. Francisco Xavier, deixo-vos 7 factos sobre esta bactéria.

 

1. Legionella causa a doença dos Legionários, um tipo de pneumonia. O nome foi dado porque o primeiro surto registado foi em 1976 numa convenção da Legião Americana em Filadélfia. 

2. É uma doença rara, mas com 10% de taxa de mortalidade. 

3. O contágio de pessoa para pessoa é possível, mas muito raro.

4. Legionella existe naturalmente em ambientes de água doce (lagos, riachos, termas, etc).

5. A Legionella é perigosa quando contamina os sistemas de água artificiais (especialmente depósitos de água e sistemas de ar condicionado), por isso a prevenção é a chave do sucesso.

6. Normalmente, a transmissão acontece pela inalação de vapor ou gotículas de água contaminada, não pela ingestão.

7. As bactérias instalam-se nos pulmões e causam pneumonia entre 2 a 10 dias após o contágio. 

 

05
Nov17

2 coisas que me enervam em aeroportos e viagens de avião:

1. Oferecerem-te uma garrafa de água à saída de um voo e depois obrigarem-te a deitá-la fora ao passar a segurança do voo de conexão.

 

2. Viajares de dia e não veres o sol uma única vez, nem conseguires ler o livro enorme que te deste ao trabalho de carregar porque as janelas estão todas fechadas e a cabine está um breu.

 

Depois de 28 horas de viagem, só preciso de duas coisas muito simples: um banho e uma cama.

 

 

03
Nov17

O que não falta na minha mala?

Eu tenho muita sorte porque tenho oportunidade de viajar tanto a nível profissional como pessoal.

A primeira vez que andei de avião tinha 2 anos e, desde então, todos os anos tiveram no mínimo uma viagem de avião. A primeira vez que andei sozinha de avião tinha quase 5 anos (mesmo quase, era o dia anterior ao meu aniversário). Quando cresci mais um bocadinho, as viagens tornaram-se mais frequentes. E acho que tenho um bichinho que se começa a inquietar quando passo muito tempo sem sair do meu ambiente. 

 

A ciência, apesar de não ser a profissão mais fácil para se viajar, não é má de todo. Se tivermos vontade, e especialmente trabalhando em medicina tropical, conseguimos sempre viajar um pouco, seja para participar em conferências, estabelecer colaborações, ou fazer trabalho de campo.

 

Para muitas pessoas (a minha mãe por exemplo), a parte mais chata de viajar é fazer a mala. Mas, para mim não, por dois motivos: primeiro, porque sou muito prática e não preciso impreterivelmente de grande coisa, segundo, porque fazer a mala é o primeiro passo da viagem e todo o percurso de uma viagem é incrível e merece ser apreciado. No entanto, há coisas básicas que não podem faltar, especialmente quando são viagens longas. Aqui fica a minha checklist:

 

Na bolsa ou mala de mão (para além do passaporte, telemóvel e meios de pagamento):

  • Escova e pasta dos dentes (mesmo que a companhia dê pasta do dentes nos saquinhos de viagem, são sempre péssimas e só dão para uma lavagem). Por muito cuidado que tenhamos, depois de 6, 8, 12 horas num avião precisamos de lavar a dentuça.
  • Toalhitas de limpeza e desodorizante - Da mesma maneira que a boca precisa de uma limpeza, se calhar as nossas áreas mais propícias ao suor também agradecem.
  • Cremes para a cara e mãos - O ar do avião seca imenso a pele por isso é conveniente durante o voo ir aplicando creme.
  • Agasalho - As temperaturas nos aviões oscilam muito. Em voos noturnos, é prática comum baixarem a temperatura ambiente para as pessoas poderem descansar melhor (e eu acho que é também para não suarem tanto ). Por isso, um casaco, um xaile, algo confortável e que aqueça um bocadinho nunca deve faltar.
  • Almofada de pescoço - Aqui falo contra mim; nem sempre levo a minha por ocupa um bocadito de espaço, mas quando levo o mundo torna-se um lugar melhor. É que ao fim de 3 horas já não há lugar para tantas partes do corpo. 
  • Água - Quer peçam à hospedeira, quer levem convosco, quer escolham ambas as opções (eu, eu!), é preciso beber muito para combater a desidratação provocada pelo ar do avião, as mudanças de temperatura e de pressão.
  • Carregador de telemóvel - não precisa de explicação, pois não? E agora a maioria dos aviões grandes já têm local para carregar os gadets no assento. 
  • Caneta e caderno - a caneta dá extra jeito para preencher os formulários à chegada aos diversos países, mas eu quando viajo tenho sempre imensas ideias que preciso de passar a papel. 

 

No corpo:

  • Calçado e roupa confortáveis - não há qualquer razão válida para fazermos um voo longo vestidos como princípes e princesas. Please. E meninas, deixem a maquilhagem para aplicarem à chegada ao destino, a vossa pele agradece. 

Na mala de viagem:

  • Adaptador de tomada
  • Repelente de insetos (se forem para um sítio quente)
  • Medicamentos básicos (ex. paracetamol, anti-histamínico, pensos rápidos, imodium, anti-ácido)
  • Snacks - e se vos der uma fominha a meio da noite? Um pacote de bolachas, ou uns frutos secos fazem sempre jeito.

 

No smartphone:

  • Música!
  • XE (app conversora de moedas)
  • Google Translate
  • Nota com as moradas e números de telefone importantes do destino
  • App de saúde atualizada

 

 

E vocês, o que acham? Digam-me o que acrescentariam e o que acham que não vale pena!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D