Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

28
Nov17

'Bora conhecer o Dubai em 3 dias?

Nós viajamos de Manchester, mas aproveitando os voos diários da Emirates diretos de Lisboa a preços atractivos quando marcados com antecedência, já não é impensável os portugueses escolherem os Emirados para passar um fim-de-semana prolongado especial. 

IMG_3022.jpg

 

 

O Dubai como nós o conhecemos é algo muito recente. Para terem uma ideia, o boom da construção começou apenas no início do século. Portanto, este não é o destido ideal para amantes de História e culturas antigas. É, no entanto, o paraíso da construção moderna, do planeamento urbano, das compras e da ostentação. 

 

Na minha opinião, 3 dias chegam para conhecer o Dubai, embora tudo dependa de quanto tempo se pretende gastar nos shoppings. Esta foi a minha terceira vez no Dubai, e por isso dei-me ao luxo de fazer apenas aquilo que me apeteceu, sem a pressão de ter uma lista enorme de sítios ainda por ver. Por isso, se estão à espera de um guia turístico podem voltar noutro dia. Hoje, vou-me apenas focar nos sítios que mais valem a pena.

 

1. Dubai Mall

 

É um shopping grande, mas muito fácil de nos movimentarmos. Para mim, a melhor parte é um aquário enorme, espetacular, cheio de raias, tubarões, garoupas, lontras, etc. Os mais aventureiros podem comprar bilhetes para visitarem o túnel subaquático e verem o aquário a 360º. Têm também várias experiências aquáticas, por exemplo interagir com lontras. Para além do aquário, o shopping tem uma pista de gelo para patinagem, uma cascata enorme de água com esculturas de mini-mergulhadores em bronze, uma loja da Apple com varanda e vista para o lago e o Burj Khalifa, e montras incríveis.

 

 Aconselho também a irem a meio da tarde e ficarem até escurecer. Todos os dias a partir das 18h há um show de luzes e água de 30 em 30 minutos, sempre ao som de uma música diferente. É imperdível. Se puderem, aproveitem para jantar num dos vários restaurantes com esplanada para apreciarem bem o ambiente. Vejam o vídeo!

 

 

 

2. Burj Khalifa

A torre mais alta do mundo é um local que não se pode perder de maneira alguma. Podemos vê-la do Dubai Mall e da área envolvente, mas também se pode visitar. Num dos primeiros andares tem o Hotel Armani, onde se pode tomar uma bebida, ou fazer uma refeição, mas também se pode visitar os andares 124, 125 e 148, comprando bilhetes aqui a partir de 30€ . Está na minha bucket list para a próxima vez.

 

3. Souk Madinat Jumeirah

A 15 minutos do centro financeiro, escondido entre resorts magníficos e o imponente Burj Al Arab, encontra-se o Souk Madinat Jumeirah. É um shopping à moda árabe, cujo ex-libris é o canal de 5km que se pode percorrer em bonitas gôndolas. A viagem de gôndola custa 85 AED (aproximadamente 20€). No entanto, mesmo que não se faça o passeio no canal, pode-se caminhar por algumas partes e apreciar as vistas maravilhosas. Nós optámos por almoçar por lá, mesmo em cima da água num restaurante asiático chamado Japengo

 

 Este é provavelmente o meu local preferido no Dubai por ser tão bonito. 

 

4. Gold Souk, ou mercado do ouro

Em Deira, na parte mais antiga da cidade, há o mercado do ouro mais famoso do mundo. Por aqui, encontram-se as jóias mais excêntricas de sempre e tradicionalmente os preços são agradáveis. Nalguns locais, fazem descontos de até 75%. Tirar fotografias é proibido na maior parte das lojas como podem imaginar, mas o Mr Google dá-vos uma boa ideia do que esperar. 

 

5. Spice Souk, ou mercado das especiarias

Numa das extremidades do mercado do ouro, encontra-se o mercado das especiarias. Apesar de não ser o mais bonito e completo que já vi, é uma boa experiência para quem nunca tiver ido a nenhum mercado de especiarias orientais. Aqui, podem encontrar todo o tipo de especiarias comestíveis, condimentos, chás, assim como especiarias para outras finalidades, como por exemplo curcuma-fêmea para a pele ou índigo para tingir a roupa. Tudo a granel, tudo bom para ser regateado.

 

6. Dubai Creek 

 

Jantámos dentro do Dubai Creek Golf & Yacht Club, onde há vários restaurantes de diversas gastronomias. Nós optámos pelo restaurante QD's, de inspiração Árabe/Mediterânica, que é exterior com uma vista linda da cidade e do mar e onde se pode fumar sheesha.

 

IMG_3030.jpg

 

Os táxis não são caros e há imensos, em todo o lado, a toda a hora. Mas, no último dia andei de metro pela primeira vez. Sendo hora de ponta, estava cheio, mas é muito organizado. Tem carruagens especiais para portadores de bilhete Gold (equivalente a primeira classe nos comboios), carruagens exclusivas para mulheres e crianças, e as carruagens normais que podem ser utilizadas por qualquer pessoa. As estações têm guardas a controlar o número de pessoas, para que a plataforma não se encha demasiado (se necessário as pessoas esperam no andar térreo, antes de descerem para a plataforma para evitar acidentes). Uma parte do metro é subterrânea, mas no centro tem partes aéreas, por isso também uma boa maneira de ver a cidade. As paragens estão claramentes indicadas em árabe e inglês, tem anúncios falados nas duas línguas e são apenas duas linhas, por isso  não tem nada que saber.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D