Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

Eternos inimigos: Ironia e Redes Sociais

15.04.18, Eu e a Outra

Ontem, nos meus devaneios pelo facebook, reparei numa onda de indignação por causa da coluna de opinião do humorista José Diogo Quintela no Correio da Manhã. 

Se passarmos à frente do péssimo gosto em jornais e lermos o texto com atenção, sem preconceito e sem a máscaras de virgens ofendidas, percebemos uma coisa muito simples:

 

É um texto irónico e sarcástico. É uma crítica humorística.

 

Não é para levar à letra. É para se ler nas entrelinhas e perceber que ele quer dizer tudo ao contrário do que escreve. 

 

 

30624764_876191065885990_5193331021867274083_n.jpg

 

Parabéns, Sr Quintela. Conseguiu duas coisas fabulosas com este texto tão bem escrito:

 

1. Que mais pessoas lessem (esta página) deste jornal.

2. Que mais pessoas ganhem consciência do grande caminho que ainda há a percorrer neste nosso amado sistema nacional de saúde. 

 

Parece que a sátira é a forma mais rápida e eficaz de se espalhar um assunto importante porque cria uma gigante onda de indignação.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.