Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

Eu e a Outra

Coisas maravilhosas, coisas assustadoras, viagens exóticas, dia-a-dia monótono, bichinhos tropicais e muito amor. Ponham-se confortáveis que vamos começar.

O poder da música

13.01.18, Eu e a Outra

Correndo o risco de ser um cliché, ontem voltei a tomar consciência do poder da música no nosso estado emocional. 

Eu vou e venho a pé do trabalho e ontem decidi colocar os phones e ouvir música no regresso. Os primeiros minutos da viagem foram acompanhados de uma música animada e nem dei pelo tempo passar, de forma que nem me lembro qual era. Depois, a meio do caminho passou para uma música do Pedro Abrunhosa (que eu adoro!) mais emocional, e que eu, ao fim de 20 segundos, mudei porque não me apetecia ouvir aquela onda. 

Depois dessa entrou uma música da Adele, e seguiu-se outra da Lana del Rey. De repente eu, que estava bem-disposta e tranquila (afinal, era sexta-feira) mudei completamente de humor. Foi como se uma nuvem de tristeza viesse pairar no meu coração. Tudo porque a música puxou esses sentimentos. É certo que estavam lá, mas estavam guardados e seguros longe da vista. 

 

Resultado: mudei para uma última música cheia de força até cheguar a casa, quando pousei os phones e deixei a nuvem ir à vida dela. 

 

Fora o mau astral! 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.